Já ouviu falar do conceito “viva o agora”? Todos sabemos que a nossa mente é muito poderosa. Se não estivermos sempre em vigília, ela facilmente nos envolve com pensamentos, recordações e nos coloca para “remoer” o passado. Neste instante, deixamos de vivenciar o presente, as inúmeras possibilidades que estão no aqui-e-agora e ficamos em moradia no passado. Eckhart Toole, em seu livro “O poder do agora”, traz uma história que ilustra o quanto ficamos presos às situações através de pensamentos. Veja:

“Dois patos, depois de um confronto, que nunca demora muito, separam-se e afastam-se em direções opostas. Em seguida, cada um deles bate as asas vigorosamente algumas vezes, liberando assim o excesso de energia acumulada durante a luta. Depois disso, eles nadam em paz, como se nada tivesse acontecido. Se o pato tivesse a mente de um ser humano, ele conservaria a luta viva no pensamento por meio de uma história. Provavelmente, ela seria assim: “Não acredito no que ele acabou de fazer. Ele chegou a poucos centímetros de mim. Pensa que é o dono do lago. Não tem consideração pelo meu espaço privado. Nunca mais vou confiar nele. Da próxima vez, ele vai fazer a mesma coisa só para me aborrecer. Tenho certeza de que já está tramando alguma coisa. Mas não vou suportar isso de novo. Vou ensinar a ele uma lição de que não vai se esquecer.”

Essas histórias e pensamentos criados, um após o outro, pode durar dias, meses, anos. Assim, o acontecimento nunca termina verdadeiramente, pois a mente se encarrega de dar continuidade ao processo. E, com isso, o corpo também responde. Nosso corpo responde aos nossos pensamentos de perpetuar emoções antigas; toda vez que a história é remoída, o corpo também revive as emoções de raiva, irritação e estresse, e não é incomum que ao longo de anos revivendo histórias ruins, ele adoeça. A lição da história do pato é basicamente “deixe a história pra lá”, e retorne para o único lugar importante: o momento presente.

Assim como se prende ao passado, a mente também pode se instalar no futuro, gerando ansiedade, tentando controlar os acontecimentos futuros. Muitas vezes, ela acredita que a felicidade só irá acontecer quando algo no futuro se realizar, quando você comprar aquela casa, ou quando você estiver naquele emprego. Mas a conquista dessas metas dificilmente se realizará se você não estiver vivendo o presente, afinal, é no presente que estão as oportunidades. É nele que a vida pode ser verdadeiramente vivida.

videoconsulta com especialistas

Mas como colocar toda essa atenção no presente em prática?

Agora que você já compreendeu a importância de viver o presente de forma consciente, atenta, plena, você deve estar se perguntando como começar a colocar isso em prática, certo? Manter o foco no presente é um exercício a ser praticado, uma habilidade a ser desenvolvida. Você pode começar focando sua atenção às cores, texturas, sabores de cada coisa que você encontra à sua volta. Ao tomar banho, sinta a água, o cheirinho bom do sabonete; ao comer, sinta o gosto e a textura do alimento, se concentre nas tarefas que está executando uma de cada vez, e é normal que venham outros pensamentos que não sejam do presente. Neste momento, foque em sua respiração, sinta o ar enchendo seus pulmões e também sinta-o saindo.

A meditação também é um ótimo caminho para exercitar sua presença no aqui-e-agora. No início das práticas de meditação, os períodos em que você se dispersa serão maiores e repetitivos, o objetivo é torná-los mais curtos, tomando consciência de quando um pensamento involuntário chega e retomando o foco. Dessa maneira, o exercício de meditar não é o de não pensar, pois pensamentos involuntários vão ocorrer. O exercício é identificá-los e interrompê-los voltando sua atenção para o aqui-e-agora, através do foco na respiração, por exemplo. Leia nosso artigo sobre outras formas de viver no presente e tratar ansiedade.

Boa prática!

Se você se identificou e gostaria de praticar atenção plena, no Zenklub temos vários especialistas em mindfulness e meditação aqui. O Zenklub é uma plataforma de vídeo-consultas com mais de 100 especialistas prontos para te ajudar.

Aline Lien

Aline Lien

Psicóloga, formada desde 2007 e pós-graduada em Gestão de pessoas. Atuo na clínica desde a formação, na abordagem da Gestalt-terapia. Também possuo experiência em RH (Recursos Humanos), na áreas de Recrutamento, Seleção, Treinamento e Desenvolvimento humano.
Aline Lien