Na última quarta-feira (15), muitas empresas tiveram que flexibilizar seus modelos de trabalho por conta da greve nos transportes públicos. Um empreendedor postou, em um grupo fechado de startups no Facebook, que 70% da sua operação não chegou ao trabalho em decorrência das greves.

Uma escola de inglês na zona leste de São Paulo suspendeu as aulas para garantir que nenhum aluno fosse prejudicado por não ter conseguido chegar à escola. Essa decisão revela muito sobre empatia, mas também joga luz sobre outro ponto muitas vezes ignorados pelas empresas: é preciso estar alinhado ao espírito do tempo e entender que o tempo todo estamos lidando com pessoas. Pessoas como você. Que antes de serem alunos, empresários, empregados, encarregados ou coordenadores são seres humanos.

Mas as empresas continuam cometendo erros ao se esquecerem dessa obviedade. Um exemplo claro disso é o descaso com que muitas companhias lidam com a depressão, tomando a doença como desculpa ou frescura. Atualmente, a doença afeta 322 milhões de pessoas no mundo, sendo 1,5 milhões somente no Brasil.

A preocupação com o número crescente de casos da doença em todo o mundo fez com que a Organização Mundial da Saúde elegesse 2017 como o ano de combate à depressão para estimular a sociedade a eliminar estigmas e incentivar que as pessoas busquem ajuda. 

Os custos com a depressão, somados aos gastos com a ansiedade, somam US$ 1 trilhão à economia global por ano. Com as empresas isso não é diferente. Ignorar o problema da depressão é continuar perdendo bons profissionais, ter desfalque em projetos importantes e ter sistemáticas perdas financeiras.

O que é depressão

Para que não haja dúvida: depressão é uma doença. O corpo de quem sofre de depressão para de produzir neurotransmissores como a serotonina e a noradrenalina, substâncias responsáveis por transmitir as sensações de alegria e disposição para o cérebro. Ao contrário do que se pensa, a depressão é a causa e não a consequência de sentimentos como tristeza, falta de vontade, perda ou aumento de apetite, insônia ou excesso de sono. O tratamento ideal engloba acompanhamento médico e psicológico com foco não apenas na superação da doença, mas também na prevenção para que novos episódios não aconteçam. Se você quiser saber mais sobre depressão, os profissionais disponíveis para tratar esse e outros problemas, consulte os psicólogos do Zenklub.

Faça o teste clínico de depressão

O reconhecimento e diagnóstico de depressão nem sempre são simples. Se você quer saber se tem depressão, clique no link: teste de depressão  e faça um questionário de 8 perguntas (duração menos de 1 minuto). O teste é adaptado do teste científico Americano criado pelo Dr. Spitzer e Dr William (PHQ – Patient Health Questionnaire).

Zenklub

Zenklub

Proporcionar um estilo de vida mais saudável e permitir que as pessoas se empoderem da sua saúde emocional e bem-estar é o objetivo do Zenklub. Para além das matérias no blog, no site você pode consultar um psicólogo por vídeo-chamada de onde estiver. São mais de 80 psicólogos a um clique de distância.
Zenklub