Se você é mulher e já se olhou no espelho hoje sabe que ter autoestima é um desafio diário. Parece que existe uma voz no seu interior que diz constantemente que aquele relatório podia ter ficado melhor, que os filhos não estão recebendo atenção suficiente e que você não vai na academia há semanas. A autoestima feminina é posta à prova todos os dias.

Essa não é uma dificuldade de um número pequeno de mulheres, a pressão sobre os corpos e atitudes de meninas mostra que a construção de uma autoimagem saudável requer esforço dobrado. Em um Relatório Global de autoconfiança feminina, a marca Dove constatou que sete em cada 10 mulheres se sente pressionada a nunca cometer erros e demonstrar fraqueza.

Quando o assunto é a aparência os número são ainda maiores. São 92%  as mulheres brasileiras que afirmaram abrir mão fazer atividades como sair com os amigos, entrar no time do esporte favorito porque se sentiam insatisfeitas com a própria aparência.

A estrada para a construção de um autoestima feminina elevada pode ser longa, mas traz muitos benefícios às mulheres. Comentamos alguns abaixo:

Você não irá se envolver em relacionamentos abusivos

Quando uma mulher tem dificuldades para reconhecer o próprio valor pode se envolver com mais facilidade em relacionamentos abusivos. Existem diversas atitudes que identificam um parceiro como abusivo, porém por trás de todas elas o objetivo maior e minar a autoestima feminina.

Mulher com uma boa autoimagem podem viver relacionamentos assim? Claro, porém quando você possui amor próprio as chances de uma situação assim acontecer é menor. Ter amor próprio permite que você perceba que os erros apontados pelo parceiro não podem vir somente do seu comportamento.

As relações de trabalho serão mais justa

O mercado de trabalho também é um espaço onde mulheres sentem a pressão de maneira diferente dos homens. Uma pesquisa realizada pela Catho mostrou que homens ganham um salário maior que mulheres em até 62,5% em cargos de consultoria, 51,4% para especialista graduado e em posições operacionais o número chega a 58%.

Portanto, para além da autoestima feminina o mundo do trabalho não tem sido justo com as mulheres. Apesar disso, é importante destacar que posicionar de maneira segura e ativa, principalmente quando se ocupa cargos de chefia, pode fazer toda a diferença no que diz respeito às relações de trabalho.

Quando se busca valorizar os pontos fortes e reconhecer os pontos fracos, respeitando limites e sendo generosa consigo mesma, as mulheres têm mais chance de evitar ambientes tóxicos de trabalho, além de assédios.

Com a autoestima feminina a imagem que você tem de si mesma será positiva

Na pesquisa realizada pela Dove, 71% das mulheres acredita que mídia precisa se esforçar para retratar mulheres de diferentes tipos de beleza, mostrando maior diversidade de idades raça, biótipo e tamanho. Elas estão certas! Estar ciente de que existem diferentes tipos de belezas, geral identificação e bem-estar.

Alguém que compreende que a importância de autoimagem positiva, busca ter mais cuidado consigo e isso transparece para as pessoas que estão ao redor. Ter uma imagem positiva de si mesma não significa tornar-se perfeita. É reconhecer que existem características das quais se orgulhar em todos os tipos de mulher.

E você? Sente que ter autoestima faz diferença no seu dia-a-dia? Nos conte nos comentários.

Zenklub

Zenklub

Proporcionar um estilo de vida mais saudável e permitir que as pessoas se empoderem da sua saúde emocional e bem-estar é o objetivo do Zenklub. Para além das matérias no blog, no site você pode consultar um psicólogo por vídeo-chamada de onde estiver. São mais de 80 psicólogos a um clique de distância.
Zenklub