É muito recorrente, ao final de cada ano, fazermos listas com objetivos e metas para o ano seguinte. No entanto, você já percebeu que com o passar dos meses, é comum vermos nossas metas e promessas indo embora, juntamente com nossas expectativas? Pois é, eu também já senti isso!

As razões pelas quais isso ocorre são muitas: metas irreais, dificuldades em estabelecer prioridades e procrastinação. Entretanto, existe algo em comum entre todas as metas não cumpridas: dificuldade ou desconhecimento do processo e falta de auto-observação.

Depois do ano novo é preciso motivação

O processo é o caminho que precisamos percorrer para alcançar determinado objetivo. E adivinhe: no meio do caminho, sempre há um pedra. Ou duas, ou três. As pedras no caminho, as dificuldades, minam nossa euforia e motivação advindas do começo de um novo ano. Infelizmente, aprendemos com a cultura, que precisamos de motivação para agir. Precisamos entender a motivação como uma emoção que facilita a ação, não como um pré-requisito. Nem sempre estaremos motivados. Isso é um fato.

A auto-observação é a capacidade de perceber o caminho e os passos já percorridos. É a atitude de observar e aceitar as pedras, assim como ter a força para retirá-las. Quando temos dificuldades no processo, sentimos uma tendência à fugir da observação. É mais confortável não conhecer os problemas. O que os olhos não veem, as metas não sentem.

O que é importante para você?

Antes de decidir suas metas, volte-se para seus valores pessoais. O que é realmente relevante pra você? Logo após, encontre seus limites. É importante criarmos metas condizentes com nossa situação atual. Outro passo importante é: nunca perceba sua meta como pequena. Ela é sua, apenas sua, e de mais ninguém. Compare-se apenas com você mesmo. É a única comparação justa.

Na hora de delimitar suas metas, pense em uma progressão em meses ou trimestres. O fato é que fragmentar as metas em pequenos pedacinhos lhe dará melhor controle e a possibilidade de auto-observação e acompanhamento de todo o processo. Afinal, você saberá quando começar, crescer e terminar. Caso saia de seu planejamento, a auto-observação pode lhe fornecer informações importantes sobre o processo e como voltar ao caminho desejado.

Caso você tenha interesse, podemos conversar muito mais sobre planejamento pessoal, organização e desenvolvimento de metas. Que o ano de 2018 seja incrível!

Quer conversar sobre as suas metas com um de nossos psicólogos. Acesse aqui!

Iury

Iury

Psicólogo e Mestre em Análise do Comportamento pela Universidade Estadual de Londrina. Docente do Pós-Graduação do Centro Universitário Filadélfia (Londrina-PR). Atua como psicoterapeuta com experiência em procrastinação, ansiedade e transtorno obsessivo compulsivo.
Iury