Todo mundo quer manter um bom relacionamento. Mais do que encontrar um parceiro (a) e ter uma companhia, desenvolver um relacionamento a dois feliz e saudável é uma busca comum dentre todos os casais.

 Com o passar do tempo, as pessoas começam a se queixar de problemas como o esfriamento da relação. O que é possível fazer para melhorar o namoro, o casamento ou um relacionamento a dois? A psicóloga Anna Luisa Brant Frimm, que atende no Zenklub, fala sobre as principais queixas dos casais. “Em geral são queixas relacionadas a falta de amor, afeição, atenção, companheirismo de um dos parceiros. Muitos casais relatam que a relação foi esfriando com o decorrer do tempo”, diz.

Com o dia dos namorados se aproximando, separamos cinco dicas de relacionamento para os casais que querem manter uma boa relação:

1 – Busque autoconhecimento

Quando a gente se conhece melhor, sabe aquilo que incomoda e o que agrada e consegue identificar na relação o que pode ser melhorado e aperfeiçoado.

“O bem estar, a segurança, o amor próprio, conquistado através do autoconhecimento tende a se refletir nas relações. As relações se tornam mais harmoniosas, equilibradas, leves, com menos cobranças e exigências”, diz Anna Frimm.

2 – Saiba controlar o ciúme

De acordo com Anna Frimm, o ciúme é uma manifestação normal e inerente ao ser humano e que está presente em todas as nossas relações. Mas é preciso ficar atento ao quanto o ciúme guia o nosso relacionamento.

“Geralmente, o ciúmes exagerado e demasiado, está ligado a insegurança e baixa autoestima de um dos parceiros. Ele teme se tornar dispensável à pessoa com a qual se relaciona, uma vez que não consegue dar valor a si mesmo. Sua segurança passa a depender do outro. Assim, o ciumento, numa atitude desespera e imatura de manter a relação à todo custo, passa a monitorar a/o parceira(o)  em tempo integral. E aí as brigas tendem só a aumentar, pois a liberdade do parceiro vigiado é tolhida por excesso de controle”, explica a psicóloga.

3 – Aprenda que nem tudo tem que ser do seu jeito

Quando estamos em um relacionamento, precisamos nos atentar aos sinais de que estamos cobrando demais o(a) nosso(a) parceiro(a). Com o tempo, é comum que queiramos tudo à nossa maneira, mas esse é um sinal de que a parceria está sendo negligenciada em detrimento da nossa satisfação pessoal.

“Fazer concessões em uma relação faz parte do jogo. Ambos os parceiros precisam, vez ou outra, se dispor a realizar o que não tem tanta vontade pelo outro, para agradá-lo (a). Isso é importante para a relação. Porém, os parceiros que se vêem freqüentemente pressionados pelo outro a fazer concessões, acabam se sentindo sufocados e cansados. Alguns chegam a temer perder sua individualidade tão arduamente conquistada”, diz Anna Frimm.

4 – Entenda o quanto a rotina influencia o seu relacionamento

É muito fácil nos adaptarmos e nos acostumarmos à rotina. Isso não é, necessariamente, um demérito. Muito pelo contrário. Ter uma rotina é fundamental para que consigamos nos organizar e manter uma vida saudável, mas é preciso se atentar ao quanto a rotina que vocês têm como casal ajuda ou atrapalha o relacionamento de vocês. Se vocês fazem sempre os mesmos programas, vale se perguntar se uma mudança não seria bem-vinda para despertar novos interesses no casal. Se vocês estão sempre em movimento, quem sabe instituir um dia para ficar a sós faça a diferença e traga mais romantismo à vida a dois.

5 – Respeite a individualidade de cada um

“Uma relação saudável seria aquela que cada indivíduo tem a sua própria identidade preservada e deseja fazer o bem à pessoa amada, sem esperar nada em troca”, diz a psicóloga Anna Frimm. O excesso de intimidade, comum em casais que moram juntos ou têm um longo relacionamento, é um antiafrodisíaco comprovado, já que aquela sensação de mistério que costuma aflorar a sensualidade dos parceiros, deixa de existir. Mantenha e preserve a sua individualidade, assim como a do(a) seu(sua) parceiro(a).

Se você já tentou todas essas dicas e mesmo assim acha que precisa de ajuda com seu relacionamento, procure um psicólogo do Zenklub e marque uma consulta por vídeochamada clicando aqui.

Zenklub

Zenklub

Proporcionar um estilo de vida mais saudável e permitir que as pessoas se empoderem da sua saúde emocional e bem-estar é o objetivo do Zenklub. Para além das matérias no blog, no site você pode consultar um psicólogo por vídeo-chamada de onde estiver. São mais de 80 psicólogos a um clique de distância.
Zenklub